Acordo e abro a porta: é por um triz…
Que sinto o nosso abraço, a repetir…
É tanto o que deixamos p’ra depois,
entre nós dois…
As horas vão passando pelos dias…
Escrevo cada instante em que sorris,
e a cada olhar entrego o meu destino
contigo.

Noites de luar…
Faz-me recordar,
rosas p’ra cheirar,
a exalar…

Acordo e abro a porta: é por um triz…
Ao teu jeito apressado, vais seguir…
E é tanto o que deixamos pra depois,
Entre nós dois.
São tantos os sinais em que a saudade
reclama a tua ausência pra sentir
o toque, a folha, o frio, a tempestade,
Chuva a cair…

Segue o vento pra me ver…
E lê-me a «História do silêncio», quando me beijas…
Sente o meu pulsar
A manifestar!

Noites de luar…
Faz-me recordar,
rosas pra cheirar,
a exalar…
Todo esse querer,
Solto acontecer,
Faz-me reviver
O teu ser…

Acordo e abro a porta: é por um triz…
Que sinto o nosso abraço, a repetir,
É tanto o que deixamos p’ra depois…
Entre nós dois…
Cati Freitas - Letra e Música
Tiago Costa - Piano e Teclados
Frederico Heliodoro - Baixo e Contrabaixo
Conrado Goys - Guitarras
Felipe Roseno - Percussão