Cati Freitas

/ notícias & blog

Em sílabas, o embrião da Primavera.

Em sílabas, o embrião da Primavera.
Virgem e ereta. Curvilínea, em veludo dócil, na pétala.
Da Ásia americanizada, posta num fundo de nuvens ao céu, abre-se ao morno.
Em declínio: a luzerna na água que em gotas brilha, e o copo em que bebem as minhas íris.
As folhas nos galhos, a coroa ao léu.
E o vento mudo que lhe toca - que ainda é outono - no balouçar das hastes, no tronco fino.



Magnólia:
O Reino do encanto.
A Classe do fino toque.
A Ordem dos românticos.
A Família dos sensíveis.
A Espécie dos Poetas.

- Cati Freitas -
top